Important Announcement
PubHTML5 Scheduled Server Maintenance on (GMT) Sunday, June 26th, 2:00 am - 8:00 am.
PubHTML5 site will be inoperative during the times indicated!

Home Explore Revista ON Dezembro 2016

Revista ON Dezembro 2016

Published by Cruz Azul, 2019-06-26 10:13:07

Description: Revista ON Dezembro 2016

Search

Read the Text Version

Ano I | N° 4 | Dezembro/2016 Distribuição gratuita Cuidados intensivos no CTI página 20


Revista Cruz Azul 2


3 Revista Cruz Azul Há 91 anos, milhares de pessoas frequentam a Cruz Azul de São Paulo. São pais, avôs, filhos, netos, primos, amigos, colaboradores, prestadores de serviços... e a todos eles dedicamos nossos cuidados, nas áreas de saúde e de educação. A Cruz Azul está presente em momentos marcantes da vida: o nascimento das crianças, a assistência integral à saúde desde os primeiros anos de vida, a formação no Colégio PM preparando-os para o mercado de trabalho e também a transição para a fase adulta, enfim, proporcionamos cuidados de .


Revista Cruz Azul 4 Sumário Expediente 5 Editorial Conquistas e desafios Revista Cruz Azul é uma publicação trimestral da Associação Cruz Azul de São Paulo 6 Mensagem Descontos exclusivos Corpo Diretivo: Por mais tolerância Superintendente Cel PM Julio Antonio de Freitas Gonçalves 8 Eventos Coordenador de Saúde Qualidade e reconhecimento Cel PM Renato Aldarvis Jornada da Estomaterapia Coordenadora Clínica Dra. Joyce Mari Stocco 10 Saúde Jovem Coordenador de Educação Ginecomastia Cel PM Renato Penteado Perrenoud Coordenador de Logística 11 Sáude na Melhor Idade Cel PM Marcos Roberto Chaves da Silva Varizes e seus cuidados Coordenador de Sustentabilidade Cel PM Leônidas Pantaleão de Santana 12 Esportes Coordenador de Finanças Cheerleaders Lions Cel PM Aguinaldo Nobre de Mello Ginástica artística Chefe de Gabinete Cel PM Edson Teixeira Costa 14 Saúde Humanizada Brincar é coisa séria Publicação desenvolvida pela equipe da Comunicação Corporativa: Elisabeth Diniz, Fernanda Bigliatto, 17 Tecnologia Mário Dias, Rafaela Vieira e Sabrina Tono Radiografia digital Diagramação e arte: Lucas Leandro 18 Saúde da mulher Jornalista Responsável: Bárbara Moraes - MTb.: 50.258/SP Fibromialgia: enfrentando o fantasma Banco de imagens: Acervo Cruz Azul e Shutterstock 20 Capa Tiragem: 25.000 exemplares Dezembro/2016 Cuidados intensivos no CTI [email protected] 24 Educação em Foco www.cruzazulsp.com.br www.facebook.com.br/cruzazuldesaopaulo Escola virtual Certificações 26 Radar da Saúde SISTEMA DE GESTÃO CERTIFICADO Bruxismo NBR ISO 14001:2004 29 Saúde da Criança HOSPITAL SANTA MARIA Asfixia em crianças 30 Psicologia A importância da psicoterapia 32 Saúde do Homem Prevenção de DST 34 Campanhas Dezembro Vermelho 36 Conexão Estudantil Inclusão digital Iniciativa social 38 Atendimento Nova Central de Atendimento ao Cliente CERTIFICADO nº 0309/003/079 Link para edição online VALIDADE: 23/06/2019


Editorial 5 Conquistas e desafios Revista Cruz Azul Cruz Azul celebra as realizações desse ano com vistas para as novas oportunidades O ano de 2016 está chegando ao final e, além de do Anglo no município sorocabano, o que inviabi- dar as boas-vindas a 2017, o Corpo Diretivo da liza a autorização para manter a mesma metodolo- Cruz Azul de São Paulo faz um agradecimento gia. Portanto, buscamos no mercado uma alterna- especial aos pacientes, equipe médica e enferma- tiva moderna e atualizada para garantir a mesma gem, alunos e educadores, familiares, colaborado- qualidade de ensino para os nossos 12 mil alunos. res, prestadores de serviços, fornecedores e insti- Além disso, todas as Unidades também contarão tuições parceiras, principalmente a Polícia Militar com a parceria Google for Education, em que a tec- e a Caixa Beneficente, que vivenciam conosco as nologia torna-se uma poderosa aliada do ambien- conquistas e os desafios das áreas de saúde e edu- te educativo, à medida que os recursos multimí- cação. dia são aplicados nas aulas para contribuir com o Recentemente compartilhamos diversas realiza- processo de aprendizagem. ções: a inauguração dos novos Ambulatórios em Com diversas iniciativas em curso focadas na ex- São José dos Campos e Santo Amaro, a publicação celência, na qualidade e na humanização do aten- do Código de Ética e de Conduta, a implantação dimento, nossa entidade filantrópica permanece do programa “Hora da Verdade – como encantar empenhada em promover a qualidade de vida clientes”, o início das oficinas de automaquiagem da família policial-militar e, nesta oportunidade, para pacientes oncológicas, a primeira edição do desejamos um Natal iluminado para todos e que, Prêmio de Qualidade Colégio PM, a estruturação em 2017, tenhamos um ano ainda mais próspero, do inovador ensino bilíngue em mandarim na repleto de paz, amor, saúde e educação. Unidade Centro, o agendamento de consultas via internet, entre muitas outras ações. Corpo Diretivo E, no início do próximo ano, ainda será inaugu- rada a 11ª Unidade do Colégio PM, em Sorocaba, com o objetivo de contribuir para a formação de cidadãos comprometidos com os valores huma- nos e responsabilidade socioambiental em uma região que conta com um efetivo de mais de 5.000 policiais militares. Cabe ressaltar que, em nossas 10 Unidades atuais, temos parceria com o Sistema Anglo de Ensino. Já a nova Unidade Sorocaba contará exclusivamente com o Sistema SAE Digital, uma empresa pioneira em oferecer material didático disponibilizado em formato 100% digital. Tal alteração foi necessária devido ao fato de que já existe uma escola parceira


Revista Cruz Azul 6 Mensagem Descontos exclusivos Beneficiários CBPM contam com descontos em diversos segmentos A Caixa Beneficente da Polícia Militar (CBPM) Os beneficiários são os dependentes de tem firmado parcerias que oferecem descontos ex- policiais militares ativos e inativos e as clusivos para os policiais militares e pensionistas pensionistas, regularmente inscritos na contribuintes e seus beneficiários. Basta mencio- CBPM: nar seu CPF e RE, sem dígito, ou ainda apresentar • Cônjuge e companheiro(a); a credencial CBPM nos seguintes estabelecimen- • Filhos e enteados de até 21 anos; tos: • Filhos e enteados acima de 21 anos que sejam • Toda a rede do Grupo Raia Drogasil, com descontos incapazes ou inválidos, sob a dependência a partir de 30% em medicamentos genéricos econômica do PM; tarjados, 20% em medicamentos de marca tarjados • Pais do contribuinte, desde que vivam sob sua e 5% em itens de perfumaria*. dependência econômica e não existam outros • Toda a rede da Drogaria São Paulo e Drogarias beneficiários obrigatórios. Pacheco, com descontos a partir de 30% em medicamentos genéricos tarjados, 20% em Para mais informações acesse o site medicamentos de marca tarjados e 5% em itens de perfumaria*. www.cbpm.sp.gov.br e a página • Ótica Venexia (Rua do Oratório, 760 – Mooca – São Paulo/SP), com descontos de 10% na linha de /caixabeneficentedapoliciamilitardoestado cosméticos e 15% em óculos de sol e armação para grau, exceto em lentes de grau**. • Toda a rede de Óticas Gil Lancaster, com descontos de 20% para produtos de marcas importadas, 30% para produtos de marcas nacionais e marca própria e garantia estendida. • Grupo Educacional Educamais, com descontos de até 50%. * Os descontos podem ser alterados a qualquer momento sem comunicação prévia. ** Descontos não cumulativos com outras promoções.


Mensagem 7 Por mais tolerância Revista Cruz Azul Mensagem do Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo Policial militar, Nossa missão é de suma importância na democra- Mais uma vez agradeço a Cruz Azul pelo espaço cia. Todas as manifestações ocorridas no Estado oferecido para poder dirigir a vocês, policiais mi- de São Paulo, principalmente a partir de 2013, so- litares e familiares, esta mensagem do Comando mente foram possíveis pois a Polícia Militar deu Geral. suporte para que variados grupos políticos, gru- Hoje, em especial, ao nos aproximarmos das fes- pos de estudantes, coletivos, moradores de bair- tas de fim de ano, quero lembrá-los de algo que ros, classes de trabalhadores, entre outros, pudes- normalmente esperamos dos cidadãos, mas que, sem expressar suas ideias. muitas vezes, precisamos estar atentos para exer- Policial militar, em muitas oportunidades nossa cer de maneira plena: a tolerância. tolerância é testada no limite de nossa capaci- A tolerância para uma sociedade democrática dade. Lembre-se: você é um agente público que evoluída é um instituto social de extrema impor- deve sempre agir, nesses casos, como um me- tância, uma vez que determina que a “maioria” diador de conflitos e nunca se tornar parte dele. respeite a “minoria” e vice-versa. Quando atuamos, devemos deixar de lado nossas A tolerância preconiza que todo cidadão, apesar preferências e ideologias e proporcionar a todo e da variedade de pensamentos e opiniões, deve qualquer cidadão condições propícias para poder respeitar todo pensamento diferente ou contrário externar e defender suas convicções. ao seu. Quanto ao policial militar, a tolerância se Que todos nós, neste momento sensível da socie- apresenta de forma ainda mais exigente: deve- dade brasileira, possamos ser mais tolerantes com mos, além de respeitar o pensamento do próxi- o próximo e que as autoridades e toda a sociedade mo, defender seu direito de expressá-lo. Devemos brasileira reconheçam no serviço da Polícia Mili- proporcionar amplas condições para que todos os tar o alicerce necessário do Estado Democrático pensamentos e expressões da sociedade possam de Direito. ser ouvidos por todos. Abraço a todos. Cel PM Ricardo Gambaroni Comandante-Geral da PMESP


8 Eventos Revista Cruz Azul Qualidade e reconhecimento Cruz Azul implanta ferramenta de gestão em prol da melhoria contínua das Unidades de Educação No dia 25 de novembro, aconteceu a cerimônia de A Secretaria Executiva do Prêmio formou bancas entrega do 1º Prêmio de Qualidade Colégio PM, examinadoras mistas, compostas por 35 funcioná- que tem por finalidade reconhecer os destaques rios e também por convidados que têm experiên- na gestão e evidenciar as melhores práticas inter- cia nos modelos gerenciais. Durante o ano 2016, as namente, para colocá-las no nível de maturidade 10 Unidades do Colégio PM foram avaliadas com gerencial assemelhado às organizações internacio- base no padrão sistêmico do Modelo de Excelên- nalmente reconhecidas pelo seu modelo de gestão. cia de Gestão® (MEG), o qual está alicerçado em um conjunto de 13 Fundamentos da Excelência e Para agregar valor aos serviços prestados, essa estruturado em oito Critérios editados pela Fun- premiação expressa o comprometimento da Cruz dação Nacional da Qualidade (FNQ). Azul de São Paulo com o aperfeiçoamento técni- co-profissional, com foco em: resultados, maior Para prestigiar o encerramento do 1º ciclo da pre- cooperação interna, aumento da produtivida- miação, estiveram presentes os integrantes do de, reconhecimento institucional e da sociedade, Corpo Diretivo da Cruz Azul de São Paulo, assim identificação dos pontos fortes e oportunidades como o Cel PM José Luis Soares Coutinho repre- de melhoria, assim como compartilhamento de in- sentando a Caixa Beneficente da Polícia Militar, a formações e aprendizado, em consonância com a Chefe da 6ª EM/PM Ten Cel PM Daniele Cristina nossa missão de promover ensino de qualidade e de Freitas, a Chefe do Estado Maior do CPI-9 Ten contribuir para a formação de cidadãos compro- Cel PM Gisélia Lomba Bernardes e a Ten Cel PM metidos com os valores humanos e a responsabili- Marlene Ferreira da Cruz Azul Saúde. dade socioambiental. Classificação do 1º Prêmio de Qualidade Colégio PM – edição 2016 Categoria Gestão – Grau Prata - Unidades Campinas, Centro, Guarulhos, Osasco, Santo Amaro e Vila Talarico Categoria Gestão – Grau Bronze - Unidades Itaquera, Penha, Santo André e São Vicente Destaque em Gestão - Unidade Campinas (maior pontuação) Melhor Prática de Gestão - Unidade Centro (interação com a comunidade chinesa do entorno) Cel PM Freitas e Cel PM Renato com os ganhadores da Categoria Gestão - Grau Prata


Eventos 9 Jornada da Estomaterapia Revista Cruz Azul Instituição promove evento para os enfermeiros estomaterapeutas com foco na prevenção das lesões de pressão Em 17 de novembro, a Cruz Azul de São Paulo Lesões por pressão promoveu a VI Jornada da Estomaterapia, que é uma especialização da prática de enfermagem. Lesões por pressão, também conhecidas como úl- Segundo a SOBEST (Associação Brasileira de Es- ceras por pressão, são feridas que ocorrem por uma tomaterapia), essa especialidade “é voltada para falha do fluxo sanguíneo ou por irritação da pele a assistência às pessoas com estomias, fístulas, tu- localizada sobre um osso saliente nas zonas onde bos, cateteres e drenos, feridas agudas e crônicas a pele é pressionada contra uma superfície dura e incontinências anal e urinária, nos seus aspectos por um período prolongado de tempo, como uma preventivos, terapêuticos e de reabilitação em bus- cama, cadeira de rodas, aparelho, tala gessada ou ca da melhoria da qualidade de vida”. qualquer outro objeto rígido. Na ocasião, foram ministradas diversas palestras Entre as principais causas, pode-se destacar: di- para mais de 180 profissionais de saúde, com os minuição do fluxo de sangue devido à pressão seguintes temas: incontinência urinária; dermatite prolongada sobre a pele; ausência de movimentos periestomas; o envelhecimento e a lesão por pres- e sensibilidade, como os grandes incapacitados são; terapia tópica no tratamento das lesões por (paraplegias, tetraplegias e acidente vascular cere- pressão; limpeza e desbridamento no tratamento bral/derrame), considerando que pessoas acama- das lesões por pressão; atualidades no conceito das por um longo período, idosos, desnutridos e e classificação de lesões por pressão e principais aqueles que têm incontinência urinária e/ou fecal superfícies de suporte na prevenção de lesão por são mais suscetíveis às lesões. pressão. Sendo assim, é imprescindível inspecionar diaria- mente a pele dos pacientes com risco para o desen- volvimento de úlceras de pressão, tomando cuida- dos especiais para prevenir as lesões.


10 Saúde Jovem Revista Cruz Azul Ginecomastia Mastologista aborda o aumento do tecido mamário masculino, um problema que incomoda muitos adolescentes Todos os homens possuem tecido mamário desde A ginecomastia é facilmente identificada ao exame o nascimento, porém, devido à falta de determina- clínico, pode ser uni ou bilateral e medir entre um e dos hormônios, a mama masculina não se desen- dez centímetros. Apesar disso, muitas vezes o mé- volve. A ginecomastia se caracteriza pelo aumento dico poderá solicitar exames complementares para do tecido mamário no sexo masculino. Por ser uma descobrir a causa. Dosagens hormonais, ultrassom condição benigna não há risco de malignização, das mamas e da bolsa escrotal, mamografia e um entretanto, pode afetar bastante a autoestima e, em cariótipo estão na lista dos possíveis exames. alguns casos, levar a sintomas dolorosos. Sua inci- Em pacientes com mais idade, o câncer de mama, dência é relativamente comum e costuma-se obser- embora raro em homens, é um possível diagnóstico var principalmente em adolescentes ou nos idosos. diferencial e, por isso, deve ser prontamente Esta condição pode ser normal e transitória em re- afastado pelo mastologista e, nessa situação, a cém-nascidos e nos indivíduos do sexo masculino biópsia é o exame mais indicado. que estão entrando na puberdade, portanto, não Existem duas abordagens para o tratamento da necessitando de tratamento. ginecomastia, a depender do tamanho e do tempo Doenças crônicas, medicações, condições genéticas de doença. Nos casos de lipomastia, o acúmulo de e até drogas (maconha ou anabolizantes, por exem- gordura da região pode regredir consideravelmen- plo) podem ser responsáveis pelo desenvolvimento te com o combate à obesidade e ao sobrepeso, além da ginecomastia. Um dos mecanismos envolvidos da prática de atividades físicas. Quando a gine- seria o desequilíbrio entre os níveis de estrogênio e comastia tem pouco tempo de surgimento, o tra- testosterona circulantes. tamento medicamentoso é uma estratégia eficaz. Com o aumento da obesidade infanto-puberal Já o tratamento cirúrgico é indicado nos casos de ocorrido nas últimas décadas, cada vez mais jovens ginecomastia volumosa, que não respondeu ao tra- vêm ao consultório queixando-se de aumento do tamento clínico ou em pacientes que, mesmo com volume das mamas. Nessas situações, o diagnósti- a perda de peso, sentem-se desconfortáveis com o co diferencial deve ser feito entre ginecomastia ver- volume mamário. dadeira e lipomastia, que é o acúmulo de gordura na região peitoral. Por Dr. Bruno Mancinelli Durante a investigação diagnóstica, o médico deve Ginecologista da Cruz Azul, sempre procurar identificar a causa do apareci- com especialização em Mastologia mento desta condição, pois em certas situações, a exemplo de medicações, álcool ou drogas, a gineco- mastia pode regredir apenas com a troca de remé- dios ou interrupção do uso de substâncias nocivas.


Saúde na Melhor Idade 11 Varizes e seus cuidados Revista Cruz Azul Especialistas da Cruz Azul falam sobre a prevenção e o tratamento de doenças varicosas Quem nunca viu ou ouviu falar dos famosos vasi- Os sinais da doença varicosa são: as famosas “ara- nhos nos membros inferiores, seja pelo incômodo nhinhas vasculares” (telangiectasias), as veias va- doloroso ou mesmo pelas causas estéticas? Mas ricosas propriamente ditas, o inchaço, as manchas você sabe o que realmente são? na pele (escurecimento) e, por fim, a tão temida Conceitualmente, as varizes são veias superficiais úlcera venosa. Além destas, podem haver as vari- dilatadas e tortuosas que perderam a sua principal coflebites (formação de coágulos e inflamação das função: o retorno do sangue dos membros inferio- varizes) e a varicorragia (sangramento). res (MMII) ao coração. Conforme história, exame físico e o ecodoppler ve- Esta insuficiência venosa crônica (IVC) apresenta noso, o cirurgião vascular vai optar pelo melhor e uma alta prevalência mundial. No Brasil, acomete mais adequado tipo de tratamento, seja ele clínico, aproximadamente de 41 a 62% das mulheres e 13 a com uso de medicação específica e meia elástica, 37% dos homens. ou cirúrgico, a depender do tipo e graduação das Quanto aos fatores de risco, muitos têm sido atri- varicosidades. buídos ao aparecimento das varizes, dentre os Alguns fatores melhoram a recuperação e o resul- quais merecem destaque: a gravidez e a obesidade tado cirúrgico final, como perda de peso e ativida- nas mulheres - sendo este último ainda não bem de física pré-cirúrgica, assim como o controle das caracterizado nos homens - idade avançada, histó- doenças crônicas associadas. A idade avançada por rico familiar de varizes, sedentarismo, assim como si só não constitui uma contraindicação absoluta a postura e profissão exercidas, em especial as que ao procedimento cirúrgico, no entanto, para maior se caracterizam por uma longa permanência em pé elucidação, consulte sempre um cirurgião vascular ou sentados. de sua confiança. Os sintomas relacionados à doença varicosa são: Por Dr César Navarro Morales e sensação de peso, cansaço, inchaço, queimação, Dr. José Alberto Florêncio Pereira pontadas, formigamento, coceira e câimbras. Esses Cirurgiões Vasculares da Cruz Azul de São Paulo sintomas normalmente melhoram ou estão ausen- tes em repouso e elevação dos membros inferiores, aparecendo ou piorando durante as atividades diá- rias habituais, intensificando-se ao final do dia.


Revista Cruz Azul 1122 Esporte Cheerleaders Lions Estudantes do Colégio PM formam grupo de animadores de torcida em Campinas Com força de vontade, talento e determinação, Para as capitãs da equipe, Isabella e Rhanna, “este as alunas Isabella Said Gomes de Souza e Rhan- projeto é inovador e divertido, não só para quem na Cristina Barbosa da 3ª série do Ensino Médio participa, mas também para os espectadores, pois motivaram os estudantes do Colégio PM – Unida- a iniciativa serve de aprendizado para o amadure- de Campinas a criar o grupo de líderes de torcida cimento e a perseverança diante das dificuldades Lions para animar os eventos acadêmicos. da vida, levando como lição para carreira profis- Tradicional nos Estados Unidos, o esporte envolve sional que há de vir”. coreografias com elementos de dança, música e ginástica artística, inclusive saltos e as famosas Cheerleaders Lions elevações, também conhecidas como pirâmides. No Brasil, a modalidade vem ganhando Capitãs: Isabella Said Gomes de Souza (3º BM) e representatividade com diversas competições, Rhanna Cristina Barbosa (3º BM) como, por exemplo, o Campeonato Nacional de Equipe: Aldi Mendes (1º BM), Ana Carolina San- Cheer & Dance, organizado pela União Brasileira tos da Silva (3º BM), Ana Paula Martins Cunha de Cheerleaders. Gomes (9º B), Bianca Monteiro (1º AM), Gabriela Para iniciar o projeto na Unidade Campinas, fo- Belloto (8º B), Giovanna Hadyja Lima (7º A), Isa- ram realizadas audições com jurados experientes bella Inglesina Morais (8º B), Isabella Vasconcelos para selecionar mais 18 integrantes para a equipe Morais dos Santos (9º A), Ítalo Mateus (1º BM), de líderes de torcida, junto às duas idealizadoras, Julia Tamara Silva de Oliveira (6º A), Larissa de contando com o apoio do Grêmio Ultimato (gestão Oliveira Campos (1º AM), Lorena Fernanda Ribei- 2016 do Grêmio Estudantil) e de patrocinadores. ro (1º BM), Maria Eduarda Barreto Trolezi (9º B), Desde então, as apresentações das Lions aconte- Natasha Sales Ferreira Pinto (6º A), Rarika Araújo cem em diversos eventos culturais da escola e da Almones (7º A), Sofia Helena Fernandes de Car- comunidade, como festas juninas, jogos internos, valho (2º AM), Vanessa Pires da Silva (9º B) e Vi- gincanas e o desfile de 7 de setembro, que lhes tória Vieira dos Santos (6º B). conferiu destaque na mídia local. Líderes de torcida Lions, com as capitãs Rhanna e Isabella (ao centro)


Esporte 13 Ginástica artística Revista Cruz Azul Atleta Giulia se destaca em campeonatos esportivos dessa modalidade olímpica Agilidade, elegância, força, coordenação, flexibili- “Eu pretendo continuar treinando muito, cada dade, equilíbrio... estas características fazem parte vez mais, pois sonho alto, não só pensando em do cotidiano da atleta Giulia Pucharelli desde os Olimpíada, mas sendo atleta de ginástica artística, seis anos de idade, quando começou a praticar a tenho a possibilidade de me graduar no exterior ginástica artística. Inspirada pela mãe, Patrícia, que ou até mesmo de fazer uma audição no Cirque também foi ginasta, a garota teve experiências com du Soleil e conhecer o mundo”, comenta. “Tenho balé, judô e natação, mas se apaixonou mesmo pela todo o apoio da família, principalmente dos meus ginástica, um dos esportes disputados desde a pri- pais, que são os maiores incentivadores. Sem eles, meira edição moderna das Olimpíadas. em alguns momentos, eu teria desistido. E ter o Aluna do Colégio PM desde 2015, Giulia está apoio do Colégio PM em todo esse processo é fun- completando o 7º ano do Ensino Fundamental na damental, pois reconhecer meu empenho e minha Unidade Osasco, conciliando os estudos com os dedicação me traz muita satisfação!”, completa a intensos treinos de ginástica olímpica, de segunda ginasta Giulia. a sexta, das 14h às 19h30, e, aos sábados, das 8h Principais títulos conquistados às 12h. Aos 11 anos de idade, a estudante é atleta fede- Campeã por Equipes da Copa São Paulo Infantil B (mai/15) rada pela Federação Paulista de Ginástica, pela Campeã por Equipes Paulista Infantil C (ago/15) Confederação Brasileira de Ginástica e pela Se- Campeã Individual Geral Paulista Infantil C (ago/15) cretaria Municipal de Esporte, Recreação e Lazer por meio do Fundo de Assistência ao Esporte de Campeã da Copa São Paulo Individual Geral Infantil (jun/16) Osasco, contando com uma extensa lista de títulos Campeã por Equipes dos Jogos Regionais – Avaré (jul/16) conquistados. Campeã Estadual por Equipes Infantil B (set/16)


1414 Saúde Humanizada Revista Cruz Azul Brincar é coisa séria Brinquedoteca Hospitalar da Cruz Azul estimula o “brincar” para a promoção da saúde “A infância é o tempo de maior criatividade na vida em que recebem a medicação e são submetidas a de um ser humano”, já dizia o cientista e educador procedimentos médicos, as crianças têm estímulos Jean Piaget, o qual comprovou que o conhecimento positivos que viabilizam o equilíbrio intelectual advém das descobertas que as crianças fazem, visto e emocional, pois o “brincar” influencia aspectos que elas assimilam o mundo à sua maneira. Nes- biológicos e psicológicos de forma integrada e di- se sentido, muito além de ser um direito garantido nâmica. constitucionalmente, o ato de brincar é essencial Além disso, é importante ressaltar os cuidados es- para o crescimento sadio e harmonioso, inclusive peciais na assepsia e no manejo dos brinquedos e no caso daquelas que estão hospitalizadas. jogos para evitar possíveis infecções hospitalares, Criada em 2005, a Brinquedoteca do Complexo mediante higienização periódica dos itens expos- Hospitalar da Cruz Azul integra nosso programa tos a cada período de utilização. de humanização no atendimento ao proporcionar Para a Pedagoga Hospitalar da Cruz Azul, Lucien- um espaço dedicado às crianças internadas nas alas ne Soares, “a Brinquedoteca é de suma importân- da Pediatria e Oncologia onde elas são estimuladas cia na recuperação integral do paciente internado, a participar de diversas atividades lúdicas junto contribuindo para diminuir o estresse e os even- com os pais e responsáveis, o que também reforça tuais traumas que podem surgir com a internação”. os laços familiares, alivia o estresse do processo de internação, eleva a autoestima e contribui para que Brinquedoteca do Complexo Hospitalar os resultados dos tratamentos sejam ainda mais sa- tisfatórios. Funcionamento: dias úteis, das 9h às 16h30 As brincadeiras são propostas conforme os funda- Beneficiários: crianças internadas nas alas de Pe- mentos da Pedagogia Hospitalar para preservar a diatria e Oncologia, juntamente com os familiares saúde emocional, estimulando o desenvolvimento que as acompanham durante a internação. Tam- cognitivo, motor e psicossocial e, também, a socia- bém é realizada avaliação médica para liberação e, lização entre as crianças. nos casos em que o paciente não possa ir à Brinque- Considerando que, durante uma internação, os pe- doteca, a equipe promove atividades diferenciadas quenos pacientes já estão privados de sua rotina no quarto de internação. em casa, na escola e com os amigos, a Brinquedo- Atividades lúdicas coordenadas por profissional teca propõe o acolhimento, a atenção, o carinho e especializado em Pedagogia Hospitalar: oficinas a diversão, fatores essenciais para a promoção da de pintura, sessões de cinema, brinquedos e jogos, qualidade de vida por meio da assistência integral comemoração para aniversariantes, eventos em da- à saúde. Dessa forma, estando fora do ambiente tas comemorativas e muito mais!


15 Revista Cruz Azul


Revista Cruz Azul 16 Publicidade


Tecnologia 17 Radiografia digital Revista Cruz Azul Cruz Azul implanta sistema para guarda de exames que contribui para reduzir o impacto ambiental Com foco na segurança dos pacientes e na sustentabilidade, a Cruz Azul de São Paulo implementou o Sistema Infinitt Pacs para guarda de exames de Raio-X, Ressonância Magnética, Tomografia Computado- rizada e Mamografia, cujas imagens ficam disponíveis diretamente nos consultórios médicos, no pronto- socorro e nas unidades de internação do Complexo Hospitalar Cambuci, bem como nos Ambulatórios Descentralizados. Esta prática tem sido adotada por grandes hospitais de referência, tendo como objetivo agilizar o processo de disponibilização dos exames de imagem e oferecer uma ferramenta de visualização e análises melho- radas devido ao seu alto desempenho, além de reforçar nosso comprometimento com a responsabilidade socioambiental, pois o material usado na impressão das “chapas” é prejudicial ao meio ambiente. Após a realização do exame, o sistema digitaliza e armazena as imagens geradas por equipamentos mé- dicos, informações essas que ficam disponíveis para acesso dos profissionais de saúde conforme a especi- ficidade do exame. Prazo para disponibilização do exame • Raio-X sem laudo: imediato. • Tomografia, Ressonância e Raio-X com laudo: 7 dias úteis (Ambulatório Cambuci), 10 dias úteis (Ambulatórios Descentralizados) e em até 24 horas para pacientes internados. Importante ressaltar que os prazos são diferenciados para situações de urgência e para os pacientes inter- nados, especialmente aqueles que estão em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Descarte correto das radiografias Por ser um importante método no diagnóstico de doenças, constantemente são realizados exames de Raio-X. Contudo, aqueles que apresentam resultados normais não precisam ser arquivados após o tratamento, exceto por orientação médica. Sendo assim, nos casos em que é possível descartar as imagens, é importante ter consciência de que tais materiais não podem ser destinados para o lixo comum, pois as “chapas” contém componentes tóxicos que podem contaminar o solo e a água. Vale lembrar que esses exames também podem ser reciclados, evitando a poluição e contribuindo para a geração de renda das pessoas que transformam os materiais em embalagens de presente ou prata granulada para a fabricação de bijuterias e jóias, por exemplo.


Revista Cruz Azul 18 Saúde da Mulher Fibromialgia: enfrentando o fantasma Reumatologista da Cruz Azul fala sobre a caracterização e os cuidados com a fibromialgia Uma das delícias da vida é comer bem, cultuar Classicamente, a fibromialgia é definida como a a arte culinária como um verdadeiro “master- presença de dor generalizada e crônica nos quatro chef”, uma grande tendência nos dias atuais, quadrantes do corpo e na região da coluna ver- misturando os temperos e ingredientes para tebral, com duração de, pelo menos, três meses e obter o melhor de uma refeição. Fazendo um pela presença de pontos em regiões determina- paralelo com as condições dolorosas comuns das, que quando pressionados tornam-se mais em consultórios, elas também têm seus ingre- dolorosos. Como critérios complementares ao dientes, porém, para infelizmente proporcio- diagnóstico, a presença de sono não-restaurador nar uma queda na nossa qualidade de vida e (acordar cansado, como se não tivesse dormido), no nosso humor. Juntando o estresse do dia a além da presença de depressão ou ansiedade for- dia, as preocupações do nosso cotidiano, de- mam os critérios para pensarmos nesta situação. pressão ou ansiedade, associada ao mau con- As mulheres apresentam estas queixas com uma dicionamento físico, transtornos do sono, peso frequência muito maior que os homens, principal- corporal em excesso, produzimos uma “igua- mente entre os 30 e 55 anos. ria” cada vez mais frequente, conhecida como A fibromialgia não é considerada clinicamente “fibromialgia”. como uma doença estabelecida, pois faltam al- Enfim, o que vem a ser fibromialgia? É de fun- terações de exames de laboratório, de imagem damental importância reconhecermos que esta (Raios-X e outros) e também não existem danos síndrome (conjunto de sinais e sintomas) vem estruturais nos músculos e nas regiões sintomáti- sendo cada vez mais diagnosticada nos servi- cas. Baseado nestas afirmações, eu prefiro consi- ços de atendimento médico, principalmente derá-la como uma condição dolorosa ao invés de nas especialidades que lidam com dor mus- uma doença. cular e do esqueleto, como a reumatologia, ortopedia, fisiatria, neurologia e, também, no atendimento geral.


Saúde da Mulher 19 Claro que, quando estamos atendendo um pa- Os relaxantes musculares, os analgésicos comuns Revista Cruz Azul ciente com queixas de dores espalhadas pelo e os antidepressivos prescritos pelo médico são corpo, situação extremamente comum, devemos bastante efetivos na melhora das queixas. sempre afastar a possibilidade de outras doenças, como inflamações, problemas da tireoide, diabe- Porém, esclareço que a melhora dos sintomas não tes, doenças neuromusculares e ortopédicas. é somente através do uso dos remédios. A colabo- Quando solicitamos exames para um paciente ração do paciente é fundamental, principalmente com possível fibromialgia, os resultados devem em relação à prática de atividade física regular, ser normais e servem, justamente, para afastar es- que é o fator mais importante para a melhora. tas outras condições descritas acima. Na maioria das vezes, o estresse, a depressão, mes- Finalizando, recomendo aqui os meus ingredien- mo em pequeno grau, a ansiedade, muito comum tes para que a fibromialgia não faça parte de sua nos dias atuais, a insatisfação com situações diá- vida, esperando que a receita abaixo esteja no rias de trabalho e mesmo as domiciliares, fazem menu de seu cotidiano: com que nosso sistema nervoso libere algumas • Otimismo e visão positiva da vida. Entenda os substâncias que podem provocar ou amplificar a sensação dolorosa. A dor varia em intensidade e sintomas da fibromialgia como transitórios e que característica para cada paciente. apresentarão melhora; Devemos salientar que a fibromialgia não é uma • Controle seu peso; situação incurável, que persistirá atormentando • Mantenha-se ativo: faça atividade física orientada e pelo resto da vida, como acreditam muitos pa- adequada para sua idade; cientes. Uma avaliação médica criteriosa e uma • Tenha uma boa noite de sono; boa orientação com relação ao uso de medicamen- • Evite situações conflitantes, que causem estresse e tos, quando indicados, são suficientes para aliviar dissabores; os transtornos dolorosos. • Siga as orientações de seu médico e evite tratamentos que não possuam comprovação científica. Portanto: seja feliz! Dr. Silvio Figueira Antonio Médico Reumatologista do Hospital Cruz Azul de São Paulo Médico assistente do Serviço de Reumatologia do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo Coordenador da Comissão de Coluna Vertebral da Sociedade Brasileira de Reumatologia


20 Capa Revista Cruz Azul Cuidados Intensivos no CTI Cruz Azul tem UTI humanizada para atendimentos de alta complexidade com o acompanhamento da família O Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Cruz Azul dignidade, fornece orientações aos familiares e aos é um setor destinado à internação de pacientes gra- próprios pacientes, em linguagem clara, sobre o es- ves, que requerem atenção profissional especiali- tado de saúde e a assistência a ser prestada desde zada contínua, materiais específicos e tecnologia a admissão”. necessária ao diagnóstico, monitorização e terapia. Com foco em cumprir nossa missão institucional O CTI do Complexo Hospitalar Cambuci conta de promover cuidados de forma humanizada e com uma equipe multiprofissional qualificada, com elevado padrão de qualidade, o CTI viabiliza com treinamento específico e contínuo, obedecen- um ambiente confortável não só ao paciente, mas do aos requisitos determinados pela Agência Na- também ao acompanhante, que tem a presença li- cional de Vigilância Sanitária (ANVISA). berada durante a internação no setor, sem restrição Com a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para de horário e permanência, exceto em situações que pacientes que necessitam de assistência ininterrup- exigem isolamento. ta e a Unidade Coronariana (UCO) para atendi- Para tal, a planta física foi reformulada com o obje- mentos relativos a doenças cardiovasculares, todos tivo de transformar o espaço frio e tenso de um CTI os pacientes internados no CTI recebem assistência tradicional em uma área mais amena, que, mesmo integral e multidisciplinar: médicos, enfermeiros, com toda a gravidade do setor, apresenta uma at- fisioterapeutas, nutricionistas, farmacêuticos, psi- mosfera acolhedora e participativa. Todos os leitos cólogos, nutrólogos, terapeutas ocupacionais e fo- são dotados de janelas para o exterior, que garan- noaudiólogos, os quais estão integrados às demais tem a percepção do dia e da noite, uma referência atividades assistenciais. importante para quem está limitado durante o seu Segundo a Enfermeira Gestora Tânia de Oliveira tratamento. Lemes, “o CTI da Cruz Azul é avaliado como um Em 2015, foram 2.499 pacientes admitidos no CTI. dos melhores de São Paulo, por sua infraestrutura Já no período de janeiro a novembro deste ano, ti- completa com alta tecnologia em um espaço har- vemos 2.285 admissões considerando os leitos ge- monioso para a recuperação precoce do paciente. rais e de UTI coronariana, os leitos de isolamento Entre nossos diferenciais, destaca-se a central de com anticâmera e climatização com ar em pressão monitoramento diretamente no posto de enferma- positiva e negativa, que seguem todas as normas gem, leitos individualizados com climatização in- vigentes quanto à adequação estrutural. dependente, TV e acomodação para que os familia- Além disso, cada leito conta com infraestrutura res possam acompanhá-los de forma confortável e específica para hemodiálise, para facilitar o aten- acolhedora, durante todo o período de internação”. dimento aos que necessitam de tal procedimento, De acordo com o Coordenador Médico, Dr. Fábio bem como o sistema de gases e saídas elétricas é Zanerato, “o CTI possui estrutura organizacional centralizado em estativas flutuantes, que permitem documentada, preserva a identidade e privacidade melhor acesso dos colaboradores durante a assis- do paciente, assegura um ambiente de respeito e tência integral à saúde.


Capa 21 Em que situações o paciente é internado na UTI? Problemas pulmonares: insuficiência respirató- Revista Cruz Azul Todos os pacientes acima de 18 anos, com soli- ria; uso de suporte ventilatório; hemoptise ma- citação de vaga em Centro de Terapia Intensiva, ciça; necessidade de suporte de enfermagem ou são classificados em quatro grupos distintos, de fisioterapia, que não disponíveis em outros locais; acordo com critérios de prioridades de admissão embolia pulmonar com instabilidade. no CTI. Problemas neurológicos: acidente vascular cere- bral (AVC) com possível herniação ou hemorra- 1. São incluídos os pacientes graves, que se apresen- gia; meningite com alterações de sensório; crise tam instáveis, necessitando de monitorização e convulsiva prolongada; doença do Sistema Ner- tratamento intensivo, com chances significativas de voso Central (SNC) ou neuromusculares; trauma- recuperação. tismo crânio-encefálico (TCE) grave. Intoxicação exógena: intoxicação exógena e insta- 2. São classificados os pacientes sem instabilidade, bilidade hemodinâmica; intoxicação exógena e ní- mas que necessitam de monitorização intensiva, vel de consciência diminuído, podendo ocasionar pela possibilidade de descompensação. risco de aspiração; convulsão seguindo ingestão de drogas. 3. Os pacientes apresentam-se instáveis, mas com Problemas gastrointestinais: sangramento gas- baixa probabilidade de recuperação, por conta da trointestinal associado com instabilidade he- gravidade da doença aguda ou da presença de modinâmica, angina, sangramento continuado; comorbidades. insuficiência hepática aguda; pancreatite grave; perfuração esofágica. 4. Os pacientes apresentam pouco ou nenhum Problemas endocrinológicos: coma diabético benefício com a internação no Centro de Terapia com instabilidade hemodinâmica; acidose seve- Intensiva. ra; insuficiência respiratória; alteração de nível de consciência. Problemas cardiológicos: infarto agudo do mio- Problemas cirúrgicos: pós-operatório de paciente cárdio (IAM); choque cardiogênico; arritmia com- que necessite de monitoração, suporte ventilató- plexa que necessite de monitoria e intervenção; rio ou cuidado de enfermagem intensivo. falência respiratória, dor persistente, instabilida- de hemodinâmica; tamponamento cardíaco com Vale lembrar que, além da UTI Adulto, a Cruz Azul instabilidade hemodinâmica; dissecção de aorta; também conta com a UTI Neonatal e a UTI Infantil. bloqueio átrio-ventricular total (BAVT). Equipe multiprofissional do CTI Adulto


Revista Cruz Azul 22 Capa Humanização no atendimento Entre as diversas ações do programa Saúde Humanizada da Cruz Azul, temos a comemoração do aniver- sário dos pacientes internados. Mediante anuência dos responsáveis, as equipes da Hotelaria, da Nutrição e das respectivas Unidades de Internação visitam o aniversariante, entregando um bolo, um presente e um cartão em nome da Cruz Azul, como forma de acolher as famílias durante a estada no Hospital. No dia 25 de agosto, foi a vez da Dona Jandira Cardoso de Santa’anna, que estava internada no CTI após o diagnóstico de infarto agudo do miocárdio (IAM). Na ocasião, tanto os familiares quanto os colaboradores se emocionaram com a comemoração de seu 87º aniversário. Comemoração do aniversário da Dona Jandira Time de Resposta Rápida rotina de atendimento de urgências e emergências no ambiente hospitalar em unidades não críticas: Desde janeiro de 2016, a Cruz Azul institucionali- Unidades de Internação, Setor de Apoio Diagnós- zou o Time de Resposta Rápida (TRR), um projeto tico e Terapêutico, Ambulatório e demais áreas do da Diretoria Clínica em parceria com a Educação Complexo Hospitalar Cambuci. Continuada, a Gerência de Enfermagem, a Seção As equipes formadas por médicos hospitalistas, pro- da Qualidade e as áreas diretamente envolvidas fissionais de enfermagem e de fisioterapia do Centro no atendimento (Centro de Terapia Intensiva, de Terapia Intensiva têm como objetivos principais Unidades de Internação e Segurança). atender de forma rápida e eficiente as paradas car- A finalidade do TRR é prestar assistência médica diorrespiratórias (PCR) e uniformizar o atendimen- e multidisciplinar continuamente e prontamente to das urgências e emergências intra-hospitalares. disponível para atendimento e prevenção de in- tercorrências clínicas graves, estabelecendo uma


Capa 23 O CTI, além de emprestar ao time uma equipe de Código Azul: atendimento ágil e imediato aos Revista Cruz Azul enfermagem tecnicamente preparada e treinada pacientes em situação de parada cardiorrespirató- nos protocolos da American Heart Association e nas ria nas unidades não críticas do Hospital. normas do curso de Suporte Avançado de Vida em Cardiologia (SAVC), sigla derivada do inglês Estudos da área de saúde relatam a manifestação Advanced Cardiac Life Support (ACLS), é o local que de sintomas e sinais de instabilidade fisiológica abriga todos os equipamentos usados no atendi- algumas horas antes da parada cardíaca em si. Por mento e no transporte de pacientes das unidades exemplo, 70% deles apresentam deterioração do não críticas para o próprio CTI ou ainda para a padrão respiratório nas oito horas prévias à PCR, sala de emergência. assim como 66% têm alterações dos sinais vitais Os acionamentos da equipe são feitos por siste- seis horas antes da PCR. Com isso, a atuação as- mas internos de chamada com indicação do tipo sertiva do time contribui para prevenir o aconteci- de código: laranja, amarelo ou azul, o que deman- mento da parada cardiorrespiratória, antecipando da treinamentos periódicos com os envolvidos o atendimento aos pacientes. para reforçar a importância da ativação rápida e correta, conforme cada situação. Segundo a Coordenadora do Time de Resposta Código Laranja: voltado para o atendimento de Rápida, Dra. Marcela Buffon, em janeiro de 2017 emergência aos transeuntes do Complexo Hospi- o TRR completa um ano de sua implementação, talar que estejam desacordados, como casos de: colhendo bons frutos de seu trabalho sério, com- síncope (desmaio com perda de consciência), crise petente e ágil. A médica destaca ainda que as PCR convulsiva e parada cardiorrespiratória. não esperadas fora do CTI, que eram maiores que Código Amarelo: objetiva evitar que aconteçam 5% ao mês até 2015, somam atualmente menos as paradas cardiorrespiratórias em unidades não de 1%, indicadores extremamente positivos que críticas do Hospital, agilizando o diagnóstico e o reiteram nosso compromisso institucional em ser início do tratamento. referência na prevenção e promoção da saúde de forma ética, segura e sustentável. Equipe do TRR: Luciana Poloniato, Karina Reis, Luciana Samofalov, Patricia Ribeiro, Patricia Alves e Dra Marcela Buffon


Revista Cruz Azul 24 Educação em Foco Escola virtual Unidades do Colégio PM agora são escolas parceiras Google for Education Sempre visando a qualidade de ensino e a respon- des de Osasco e Sorocaba, os quais serão utilizados sabilidade socioambiental, a Cruz Azul de São Pau- em todas as turmas. Com isso, os laboratórios de lo firmou uma parceria com a iniciativa Google for informática irão até os alunos e, em breve, este pro- Education para disponibilizar um pacote de ferra- jeto também será estendido gradativamente para mentas online que incrementam o processo educati- todas as Unidades. vo. Trata-se de uma solução desenvolvida para ma- A partir de janeiro de 2017, os educadores serão ca- ximizar a produtividade de alunos e professores, pacitados para trabalhar com os novos aplicativos os quais podem interagir fora dos muros da escola que viabilizam mais autonomia para criar conteú- com dados acessíveis 24h por meio de dispositivos dos e estimular o envolvimento das classes nessa conectados à internet. nova forma de ensinar e aprender, alcançando re- A suite de aplicativos conhecida como “G Suite for sultados conjuntamente e enriquecendo as vivên- Education” contém as ferramentas do Google adap- cias dos estudantes. tadas para o contexto das instituições de ensino, o Já para os alunos, os protagonistas do processo de que contribui para um ambiente educacional cola- ensino e aprendizagem, eles podem continuar seus borativo, em que a inovação tecnológica torna-se estudos fora da sala de aula, trocar informações à uma importante aliada em prol de um ensino ainda distância, compartilhar registros com os colegas e mais eficiente. trabalhar em grupo de forma dinâmica. As ferramentas serão disponibilizadas para os alu- Além disso, a realização de atividades em ambien- nos dos 7os anos de todas as Unidades e, gradual- te digital contribui consideravelmente para a redu- mente, serão estendidas para os demais cursos. ção no uso de papel, visto que a conscientização Além disso, foram adquiridos 180 Chromebooks ambiental é um dos pilares da Cruz Azul. integrados com os aplicativos Google for Education para substituir os equipamentos fixos das Unida- Reunião de apresentacão do projeto


Edução em foco 25 Confira as principais vantagens do pacote de ferramentas Google for Education: Revista Cruz Azul Google Sala de Aula A plataforma funciona como uma central de controle de turmas, em que o próprio professor cria uma sala de aula virtual onde distribui tarefas e compartilha informa- ções com os alunos para que, juntos, possam trabalhar conteúdos de forma colabora- tiva e organizada. Essa ferramenta agiliza a comunicação com a turma, possibilitando que o docente acompanhe o progresso de cada estudante, tire dúvidas individualmente, envie feedback e utilize recursos multimídia para incrementar as aulas. As atualizações acontecem em tempo real e os dados são armazenados na nuvem. Com isso, os professores podem corrigir tarefas e orientar os alunos com agilidade, conforme os prazos estabelecidos para cada atividade. Google Drive Trata-se de uma pasta virtual que contém editor de textos, de planilhas e ainda apre- sentações de slides. Basta fazer upload dos arquivos e o “proprietário” do documento pode compartilhar com os participantes da tarefa para que estes possam trabalhar conjuntamente, mesmo que estejam em ambientes distintos. Com isso, os materiais didáticos propostos pelo professor para as respectivas turmas são automaticamente arquivados nas pastas do Google Drive, cujas informações são de propriedade exclusiva da escola. Google Agenda Este recurso de planejamento contribui para a organização escolar, possibilitando o acompanhamento dos prazos, a criação de calendários com os respectivos compro- missos e, também, o compartilhamento dos eventos informando data e hora marcadas para provas, avaliações e entrega de trabalhos, por exemplo. Google Sites O editor de sites facilita a criação de páginas na web, que inclui a criação de painéis de informações e murais de recados, contando com diversos recursos: textos, imagens, vídeos, links etc. Gmail Conta com diversos recursos no gerenciamento de e-mail, cujas funcionalidades são integradas aos outros serviços do Google (Drive, Agenda etc.). Acesse www.google.com.br/edu para mais informações sobre a plataforma


Revista Cruz Azul 26 Radar da Saúde Bruxismo Especialista em dor orofacial fala sobre os sinais, sintomas e tratamentos para o “ranger” dos dentes Você sente cansaço ou dores na face? Seus dentes Ainda não há estudos que definam uma causa para e restaurações estão quebrando sem motivo apa- essa condição, ou seja, não há um motivo definido rente? Sua mandíbula trava ao acordar ou percebe para o início do bruxismo, mas sabemos que vários marcas de mordida na sua língua e bochecha? Você fatores influenciam para que ele aumente, como o pode estar com bruxismo! estresse, a ansiedade ou a qualidade do sono. O bruxismo é uma atividade parafuncional dos Porém, o bruxismo pode ser secundário a algumas músculos da mastigação, que pode acontecer en- outras condições, por exemplo, o uso de certos me- quanto estamos acordados, chamado bruxismo dicamentos. Nesse caso, é importante observar se os de vigília, ou enquanto dormimos, o bruxismo do episódios de bruxismo, os incômodos e dores rela- sono, e se caracteriza pelo ranger, apertar ou esfre- cionados a ele iniciaram no mesmo período em que gar os dentes entre si. o paciente começou o tratamento medicamentoso. No caso dos pacientes que rangem os dentes en- Caso isso se confirme, é interessante conversar com quanto dormem, o companheiro, muitas vezes, é o médico responsável. quem o alerta do que está acontecendo, mesmo an- O bruxismo do sono é mais frequente em crianças tes dos sintomas aparecerem, devido ao som pro- e essa frequência vai diminuindo gradativamente duzido durante o ranger. A confirmação desse fato até os idosos. Cerca de 35% dos casos de bruxis- pode ser feita por um exame chamado Polisonogra- mo nas crianças persistem na fase adulta. Fatores fia, no qual o paciente dorme sendo monitorado e, genéticos podem ter um papel importante, já que com isso, diversos aspectos do sono são avaliados. filhos de pais que rangem os dentes são cerca de 1,8 vezes mais afetados do que de pais que não ran- gem. Outros fatores, como problemas respiratórios,


Radar da Saúde 27 distúrbios neurológicos ou até algumas síndromes, Técnicas de tratamento cognitivo comportamental Revista Cruz Azul podem estar relacionados com o aparecimento do também podem ser alternativas coadjuvantes para bruxismo na fase infantil. o controle do hábito de apertar e ranger os dentes Não há predileção por sexo, porém, os estudos in- e isso mostra a importância do acompanhamento dicam que as mulheres parecem apresentar mais o multidisciplinar para o paciente. bruxismo durante o sono e os homens acordados. Qual seria então o tratamento adequado? Na verda- Agora, se você já notou que aperta ou mantém os de, o que fazemos é controlar os efeitos secundários dentes encostados durante o dia, seja quando está ao bruxismo, como, por exemplo, o desgaste dental concentrado em alguma atividade, estressado, an- e a dor muscular mastigatória. sioso com alguma situação ou por hábito, tente fa- Para isso, damos preferência a tratamentos não in- zer o exercício de se policiar e lembrar-se de desen- vasivos e reversíveis, como o uso de placas intero- costar os dentes. clusais, a aplicação de exercícios e terapias físicas, relaxamento e higiene do sono. O bruxismo é uma condição bem comum na popu- A placa interoclusal, muito conhecida como placa lação e estima-se que 85 a 90% das pessoas possam de mordida, apesar de inicialmente mostrar-se efi- apresentar episódios de ranger ou apertar os dentes caz no controle da dor muscular, tem importante em algum momento da vida. Portanto, se você se papel como proteção ao desgaste dental e fraturas enquadra nesse grupo, não deixe de procurar um de dentes, próteses e restaurações. O uso dessas cirurgião dentista especializado na área. placas em crianças deve ser acompanhado com cautela, devido ao crescimento e desenvolvimento Por Dra. Rebeca Deji Moura Lima craniofacial. Bucomaxilo da Cruz Azul, com especialização em A higiene do sono é importante para controlar os em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial episódios enquanto dormimos, então, evitar o uso de celulares, televisão, videogames e outras ativida- des ou alimentos estimulantes próximos ao horário de dormir, ou seja, buscar um relaxamento adequa- do para um sono melhor e mais tranquilo.


Revista Cruz Azul 28 2017 Datas: Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho 10 e 11 7 e 8 7 e 8 4 e 5 9 e 10 6e7 Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro 11e12 8 e 9 5e6 10 e 11 7e8 12 e 13 Horário: Curso gratuito ministrado por uma equipe multidisciplinar que fornece informações Das 8h às 12h30 sobre a evolução do bebê ao longo da gestação, dicas de alimentação, exercícios Endereço: físicos, preparação para o parto, cuidados com o recém-nascido e a importância da Auditório do Complexo Hospitalar Cruz Azul amamentação. Av. Lins de Vasconcelos, 356 - Cambuci - SP Para mais informações: 11 3348 4239 / 3348 4199


Saúde da Criança 29 Asfixia em crianças Revista Cruz Azul Especialista alerta sobre os perigos dos jogos que privam o organismo do aporte adequado de oxigênio Recentemente, a mídia tem noticiado diversos ca- básico de vida, além do acionamento de serviço de sos de mortes de crianças por asfixia, ocasionadas emergência”, complementa o Dr. Maki, ressaltan- por um jogo conhecido como “choking game”, no do que não apenas com os jogos online, mas asfixia qual os participantes utilizam manobras para im- pode ocorrer por acidentes domésticos como en- pedir que o oxigênio chegue ao cérebro, o que é ex- gasgos, sufocamento com sacos plásticos, enforca- tremamente agressivo para o organismo. mento (acidental ou provocado) e afogamento. Segundo o Dr. Maki Hirose, Coordenador do Pron- “O cuidado pré-hopitalar ágil e adequado é o que to-socorro Infantil (PSI) da Cruz Azul, “por causa faz mais diferença no prognóstico da criança. Na de um jogo praticado muitas vezes sem o conhe- chegada de um paciente com esse tipo de situa- cimento dos pais, crianças e adolescentes podem ção, os profissionais consideram a colocação de morrer ou ter problemas permanentes, tais como: colar cervical, realizam avaliação da condição car- episódios confusionais, síncopes, convulsões e alte- diorrespiratória e monitoramento, iniciando ou rações visuais. Quando ocorre a asfixia e o cérebro continuando as manobras de reanimação, quan- deixa de receber o aporte de oxigênio, após três mi- do indicadas. E, mesmo nas crianças que chegam nutos, podem ocorrer sequelas neurológicas per- conscientes, deve-se realizar uma anamnese apro- manentes e em quatro a cinco minutos, a morte”. fundada com familiares, avaliação neurológica, Sendo assim, os cuidados preventivos para que a busca de sinais de enforcamento como presença de asfixia não ocorra são o que há de mais importante petéquias no rosto ou na esclera do olho, avaliação para os pais. A família deve constantemente se an- da coluna e hematomas no rosto, pescoço e tronco. tecipar e verificar, no ambiente frequentado pelos Sintomas neurológicos podem surgir tardiamente filhos, os riscos para asfixia e conversar com eles so- e, portanto, o paciente se beneficiará de um período bre as “brincadeiras” que podem tirar a vida. Mas de observação no hospital. Uma adequada aborda- se mesmo assim os pais se depararem com um caso gem psiquiátrica e social também deve fazer parte como esse devem: “proceder a desobstrução da via do atendimento”, destaca o médico. aérea e o início imediato de manobras de suporte Sobre o choking game O jogo de asfixia, ou jogo de não-oxigenação, é um comportamento de risco que não deve ser entendido como uma brincadeira, devido aos sérios riscos que traz para os participantes, seja por pressão de gru- pos sociais ou ainda por experimentar um estado alterado de consciência. Portanto, é imprescindível que os pais e responsáveis conversem com as crianças sobre essas “brincadeiras” perigosas, alertando sobre os riscos de morte e das graves sequelas que o jogo pode causar.


30 Psicologia Revista Cruz Azul A importância da psicoterapia Psicólogas da clínica Serpcraz, associada a Cruz Azul, comentam os benefícios da psicoterapia Quando pensamos em todos os aspectos da nossa Também pode ocorrer de não querermos ver o que vida é comum vermos algo que queremos melho- precisamos melhorar em nós mesmos e culparmos os rar ou não estamos totalmente satisfeitos, e a psi- outros por nossas mazelas, dificuldades e sofrimen- coterapia pode contribuir muito para mudarmos tos. Por isso, é importante ressaltar que os relacio- isso. Através deste processo é possível ter um namentos afetivos, profissionais e familiares podem tempo para olhar para nós mesmos, nossos valo- ser muito beneficiados através do trabalho com um res, propósitos e perceber o que há de bom e o que psicoterapeuta. podemos tornar ainda melhor. Atualmente, profissionais de várias áreas buscam A autoestima é um ponto muito importante que a psicoterapia para lidar melhor com o estresse e o trabalhamos durante os atendimentos, pois a par- mundo acelerado no qual vivemos, dentre outras tir do momento que me valorizo como pessoa, questões. Médicos, advogados, psicólogos, donas de permito-me ser mais feliz e entendo que mereço casa, religiosos, militares, empresários, profissionais cuidar de mim com mais amor e carinho. Muitas de áreas administrativas e diversos outros ramos vezes, as dificuldades de interação entre as pes- têm percebido a importância da psicoterapia para soas surgem porque cada um não consegue olhar ser tanto melhor profissional quanto pessoa e isso para si próprio e se perceber em sua integridade, inclusive transforma a maneira de se viver o dia a então, fica mais difícil ver as questões do outro dia, que pode ter mais leveza e tranquilidade a partir e compreender os “porquês” de determinados do momento em que aprendemos a lidar melhor com comportamentos e ações. nossas questões e conflitos internos. Podemos inclusive adoecer por não cuidarmos A decisão é de cada um quanto a olhar para si pró- dos nossos sentimentos e do que nos incomoda. prio com amor e carinho e buscar a psicoterapia para Às vezes estamos magoados, tristes ou com raiva ter uma vida mais feliz e com mais qualidade! de algo e ficamos “esperando passar”, em vez de Saiba mais: www.serpcraz.com.br entrar em contato com estes sentimentos de ma- neira positiva, utilizando-os como aprendizado Por Ana Maria Falvino e Priscilla Melão Decloedt para sermos pessoas melhores a cada dia ou solu- Psicólogas da Serpcraz, Clínica de Psicologia, cionarmos conflitos com outras pessoas. Psiquiatria, Fonoaudiologia e Nutrição


Publicidade 31 Revista Cruz Azul


Revista Cruz Azul 32 Saúde do Homem Prevenção de DST Urologista da Cruz Azul fala sobre a importância de prevenir as doenças sexual- mente transmissíveis O termo DST (Doença Sexualmente Transmissível) Todos os profissionais da área da saúde e princi- é utilizado para se referir a uma série de síndro- palmente os Urologistas (responsáveis pela saúde mes clínicas causadas por patógenos que podem sexual masculina) e Ginecologistas (responsáveis ser adquiridos e transmitidos através da atividade pela saúde sexual feminina) devem encorajar a sexual. Estes patógenos podem ser vírus, bactérias mudança do comportamento sexual dos seus pa- ou outros micro-organismos. Apesar de muitas cientes quando, identificados comportamentos de DST possuírem tratamento com intuito curativo, risco para DST. É recomendável utilizar as diver- algumas podem ser fatais, principalmente se des- sas estratégias com intuito de diminuição destes cobertas em estágios mais avançados. riscos, como: • abstinência sexual; Essas doenças são muito frequentes no nosso • utilização de preservativos; meio. No Brasil, a cada dez consultas ao médico, • limitação do número de parceiros/parceiras duas são devido a essas doenças. Dentre as DST mais comuns, estão: uretrites (gonorreia, clamídia sexuais; e tricomoníase), doenças ulcerosas genitais (sífilis, • modificação de práticas sexuais; cancro mole e herpes genital), doenças verrucosas • vacinação. (HPV e molusco contagioso), além do HIV (vírus da imunodeficiência humana), da AIDS (síndrome Com o advento da AIDS, algumas DST que ha- da imunodeficiência adquirida) e das hepatites. viam diminuído de incidência voltaram a se tor- nar mais frequentes, como a sífilis. E esse aumen- A prevenção e controle das DST são baseados nas to vem se refletindo na transmissão vertical (de seguintes estratégias: mãe para filho) dessa doença. • educação e aconselhamento da população exposta A postectomia (ou circuncisão), apesar de não (como no início da atividade sexual, por exemplo); substituir outras formas de prevenção de HIV/ • identificação dos indivíduos assintomáticos e AIDS, demonstrou diminuir a contaminação da doença através das relações heterossexuais. acometidos para que sejam tratados; • aconselhamento dos indivíduos acometidos (para Com relação às vacinações, temos disponível a va- cina para Hepatite B, que faz parte do calendário que não transmitam as DST); de imunizações do Ministério da Saúde (MS) há • avaliação, tratamento e aconselhamento dos muitos anos, e também para HPV, que foi adicio- nada recentemente. parceiros sexuais de indivíduos acometidos; • vacinação de indivíduos daquelas doenças que possuem condição prevenível.


Saúde do Homem 33 O HPV (Papiloma Vírus Humano) é a principal Saúde da população masculina Revista Cruz Azul causa de câncer de colo de útero nas mulheres e pode induzir o câncer de pênis nos homens. Re- Entre os objetivos específicos da Política Nacional centemente, a vacina para o HPV foi instituída e a de Atenção Integral à Saúde do Homem, editada indicação que, inicialmente, era feita apenas para pelo Ministério da Saúde, estão: promover na po- as meninas, já foi expandida aos meninos. Hoje, pulação masculina, conjuntamente com o Progra- a Sociedade Brasileira de Pediatria indica a vaci- ma Nacional de DST/AIDS, a prevenção e o con- nação para mulheres de 9 aos 45 anos (3 doses). trole das doenças sexualmente transmissíveis e da Já os homens também devem ser vacinados, dos infecção pelo HIV e incentivar o uso de preserva- 9 aos 26 anos. Atualmente, o Programa Nacional tivo como medida de dupla proteção da gravidez de Imunizações do Ministério da Saúde preconiza inoportuna e das DST/AIDS. a vacinação das meninas, dos 9 aos 13 anos, com Segundo o MS, “os homens, de forma geral, ha- aplicação de 2 doses, apenas. bituaram-se a evitar o contato com os espaços da saúde, sejam os consultórios médicos, sejam os Por Dr. Álvaro Alexandre Dias Bosco corredores das unidades de saúde pública, orgu- Urologista da Cruz Azul e do Instituto lhando-se da própria invulnerabilidade. Avessos Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC) à prevenção e ao autocuidado, é comum que pro- telem a procura de atendimento, permitindo que os casos se agravem e ocasionando, ao final, maio- res problemas e despesas para si e para o sistema de saúde, que é obrigado a intervir nas fases mais avançadas das doenças”. Acesse o site www.portalsaude.saude.gov.br para conferir a Política na íntegra.


Revista Cruz Azul 34 Campanhas Dezembro Vermelho Cruz Azul promove campanha de prevenção da AIDS Desde 1988, o primeiro de dezembro é internacio- Se você nunca fez, não fique na dúvida: faça seu exa- nalmente lembrado como o Dia Mundial de Com- me! bate à AIDS e, a partir de 1991, o laço vermelho se tornou seu símbolo. O tempo passou, mas o pro- Existe o tratamento profilático para situações es- blema não; a epidemia ainda não está controlada. peciais como acidente com material biológico por Estima-se que 34 milhões de pessoas estão vivendo profissionais de saúde e exposição sexual despro- com essa doença no mundo. No Brasil, a estima- tegida desde que seja iniciado até três dias do ocor- tiva é de mais de 600.000 casos acumulados e que rido. Procure um médico nestas situações. ⅔ desses indivíduos não sabem que são portadores do vírus, apesar da testagem e do tratamento se- Se você é portador de HIV, tome suas medicações rem disponíveis gratuitamente pelo Sistema Único corretamente e compareça às consultas com seu de Saúde (SUS). médico. Sua parceria sexual deve ser informada do Se não tratada precocemente, a infecção pelo HIV que você tem e de como você se trata, sendo que (vírus da imunodeficiência humana) pode levar à os dois podem participar das consultas juntos para AIDS (síndrome da imunodeficiência adquirida), dirimir as dúvidas e possibilitar o relacionamento que debilita o corpo e pode levar a sérias doenças e pleno. até a morte. O problema é que, após a infecção agu- da, que pode passar despercebida como uma gripe A camisinha, além de proteger do HIV, também ou uma dor de garganta, o tempo para desenvolver protege contra várias outras doenças sexualmente os sintomas de AIDS é muito longo, às vezes anos transmissíveis (DST), como sífilis, gonorreia, cla- após o contágio, mas a transmissão para outros já mídia, cancro mole e hepatite B. Pesquisar e tratar está ocorrendo desde o início. as DST também são medidas importantes no com- A importância do dezembro vermelho é buscar es- bate ao HIV, uma vez que a chance de transmitir ses infectados pelo vírus que não sabem de sua con- o vírus aumenta bastante se outras DST estiverem dição e oferecer o tratamento adequado, evitando, presentes. assim, a disseminação do vírus, além de lembrar a todos que é imprescindível oferecer solidariedade Infelizmente, ainda não há cura nem vacinas para às pessoas vivendo com HIV/AIDS. A principal o HIV. Uma vez adquirido, a pessoa ficará com forma de fazermos isso é acabando com o precon- ele para sempre, por isso, a prevenção é a melhor ceito. O vírus é transmitido através de relações se- arma. O tratamento é eficaz em combater o vírus, xuais desprotegidas (sem camisinha), uso de dro- mas não o elimina do organismo, tem poucos efei- gas injetáveis, sangue contaminado ou da mãe não tos colaterais e é oferecido a todos os infectados. tratada para o filho; mas NÃO é transmitido com O que não tem tratamento é a marca que o precon- abraço ou com beijos, NÃO é transmitido pelo ar, ceito deixa em todos os portadores e na sociedade. pela água (de piscinas, por exemplo) ou por insetos Não seja propaga- e animais e também NÃO é transmitido por com- dor deste mal! partilhamento de vasos sanitários, roupas e alimen- tos. Por Dr. Daniel Soares de Sousa Dantas Médico Infectologista da Cruz Azul


Campanhas 35 HIV x AIDS Transmissão Revista Cruz Azul HIV • Relação sexual desprotegida; • Transmissão vertical - da mãe para o filho durante O vírus da imunodeficiência humana (HIV) é um retrovírus intracelular obrigatório que ataca o sis- a gestação; tema de defesa do organismo provocando a mor- • Uso compartilhado de seringas; te dos linfócitos, que são as principais células de • Transfusão sanguínea. defesa do nosso corpo. É importante ressaltar que ter o vírus não significa ter AIDS. Fases da doença AIDS • Infecção aguda - o período varia de 3 a 6 semanas a partir da exposição ao vírus. Os sintomas são A síndrome da imunodeficiência adquirida é a inespecíficos, como: febre, mal-estar e gripe; fase mais avançada da doença, que ataca o siste- ma de defesa do organismo. O ataque do vírus • Período assintomático - período que pode durar às nossas células de defesa provoca a queda da muitos anos, sem sintomas; imunidade, facilitando a entrada de diversos mi- cro-organismos em nosso corpo, podendo levar • Fase tardia - Nesta fase, as células de defesa ao adoecimento grave, uma vez que nosso siste- (linfócitos) já foram em sua maioria destruídas. ma imunológico não consegue se defender destes A baixa imunidade favorece o aparecimento de invasores. diversas doenças, entre elas: hepatites, tuberculoses, pneumonias, toxoplasmose, sarcoma de kaposi, diarreia, infecções fúngicas do organismo, sendo que muitas destas doenças podem ser fatais. Mais informações: www.aids.gov.br No dia 7 de dezembro, o Infectologista Dr. Daniel Soares de Sousa Dantas ministrou uma palestra sobre “HIV e AIDS – combatendo o preconceito e a epidemia”, no Auditório da Cruz Azul. Além disso, durante todo o mês de dezembro, nossos Ambulatórios estão promovendo a distribuição gratuita de preservativos, para contribuir com a prevenção e conscientização.


36 Conexão Estudantil Revista Cruz Azul Inclusão digital Projeto do Colégio PM proporciona aulas de informática para a terceira idade em Santo Amaro Com os avanços da medicina e o expressivo au- Vale lembrar que essa estimulação mental e cog- mento da expectativa de vida, a população idosa nitiva também proporciona uma série de benefí- tem aumentado gradativamente, contudo, muitos cios em prol do envelhecimento saudável, como, deles ainda enfrentam obstáculos para lidar com por exemplo, reduzir o isolamento social e cola- as novas tecnologias da informação e da atualida- borar para a autoestima, reintegrando os idosos de. Com isso, a Unidade Santo Amaro do Colégio na sociedade. PM implementou o projeto Inclusão Digital, por meio de um curso básico de informática que ob- Projeto Inclusão Digital 2017 jetiva contribuir para o exercício da cidadania, a qualidade de vida e a ampliação dos direitos so- Curso gratuito de noções de informática ciais na melhor idade. Turmas: 35 vagas Com inscrição gratuita, as aulas práticas são vol- Público-alvo: idosos da região de Santo Amaro tadas para pessoas com mais de 60 anos que resi- Metodologia: aulas semanais com uma hora de dem na comunidade do entorno, independente de duração ter experiência na utilização do computador pes- Inscrições: pessoalmente na Secretaria Escolar soal. Semanalmente, um facilitador ministra aulas Colégio PM – Unidade Santo Amaro de introdução à informática motivando os alunos Rua Fritz Martin, 121 – Santo Amaro – São Paulo/SP a dominar os recursos tecnológicos para que pos- (11) 5643-4000 sam ter mais autonomia para acessar a rede com segurança, trocar e-mail, ler notícias em tempo real, assistir vídeos online, interagir com amigos e parentes em mídias sociais e até mesmo realizar movimentações financeiras. Alunos da melhor idade em Santo Amaro


Conexão Estudantil 37 Iniciativa Social Revista Cruz Azul Comunidade escolar engajada com as causas sociais, desde a Educação Infantil ao Ensino Médio Lacres arrecadados em 2016 Com a responsabilidade socioambiental permeando o contexto educacional, o Colégio PM – Unidade Itaquera promove diversas campanhas objetivando envolver, sensibilizar e mobilizar alunos, familiares e colaboradores a participar de ações sociais no decorrer do ano letivo. As arrecadações e entregas são coordenadas pela Psicologia Escolar, bem como a seleção das entidades assistenciais que serão beneficiadas, as quais preferencialmente atuam no entorno da escola. Campanhas previstas para 2017 Agasalho (meias de algodão, toucas e luvas para um asilo) Lacres de Alumínio (trocados por uma Arrecadação: 10/4 a 19/6 cadeira de rodas para doação) Entrega: mês de junho Arrecadação: 27/1 a 31/10 Cofrinho (encaminhados pela AACD, cujos Entrega: mês de dezembro valores são computados para o Teleton 2017, Lenços (parceria da Cruz Azul com o mediante autorização dos pais) Instituto ABIHPEC no projeto “De bem Arrecadação: 01/8 a 22/9 com você: a beleza contra o câncer”) Entrega: mês de setembro Arrecadação: 27/1 a 15/12 Brinquedo (bolas para entrega no Dia das Entrega: mensal Crianças) Chocolate (para instituição que atende Arrecadação: 01/8 a 29/9 crianças carentes, na época da Páscoa) Entrega: mês de outubro Arrecadação: 27/1 a 3/4 Higiene pessoal para idosos (sabonetes, Entrega: mês de abril cremes dentais, fraldas descartáveis etc.) Suco de uva (destinação para pessoas com Arrecadação: 2/10 a 24/11 câncer, visto que auxilia no processo de Entrega: mês de novembro recuperação da quimioterapia) Arrecadação: 10/4 a 19/6 Entrega: mês de junho


Revista Cruz Azul 38 Atendimento Nova Central de Atendimento ao Cliente Mais agilidade e conforto para a família policial-militar Para aprimorar a prestação de serviços* aos Autorização de exames e procedimentos – Cruz pacientes e familiares, a Cruz Azul reformulou Azul Saúde e Convênios Externos a Central de Atendimento ao Cliente (CAC) do • Emissão de guias de autorização do plano Cruz Complexo Hospitalar, que agora conta com uma nova estrutura operacional. Azul Saúde e também dos seguintes convênios: Fusex, Aeronáutica, Marinha, Bradesco, Amil, APAS, Adesão de plano de saúde da operadora Cruz Sabesprev, Medservice, Plasac e Prev Saúde. Azul Saúde • Um colaborador da empresa parceira está à disposição Autorização e agendamento de pequenas cirurgias • Mediante autorização da CBPM ou do convênio, para tirar dúvidas e formalizar a adesão ao plano de saúde. Mais informações: www.cruzazulsaude.com.br podem ser agendados procedimentos considerados como pequenas cirurgias, por exemplo: biopsia com Agendamento de consulta para cirurgia bariátrica punch, biopsia incisional, eletrocoagulação, exerese de • Mediante orientação médica, os pacientes obesos são unha, matricectomia etc. avaliados pela endocrinologia ou cirurgia bariátrica. Autorização de cirurgias e agendamento cirúrgico Se houver indicação cirúrgica, são encaminhados para • A equipe agenda a cirurgia após o recebimento do a equipe multidisciplinar para consultas com nutrição, psicologia, cardiologia, pneumologia, anestesiologia, processo e as respectivas autorizações, pois este tipo perícia médica, endocrinologia, cirurgia bariátrica, de procedimento segue um planejamento rígido entre outros profissionais, de acordo com o caso clínico. (disponibilidade de sala cirúrgica, equipes auxiliares, material e equipamentos especializados, instalações Agendamento de consulta – cirurgias ortopédicas reservadas para internação etc.). do SUS • Por ser uma entidade filantrópica, a Cruz Azul tem Entrega de exames • Com o protocolo ou documento de identificação cotas de atendimento para pacientes encaminhados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). do paciente que realizou o procedimento, a equipe providencia a entrega dos exames laboratoriais ou de Autorização de exames e procedimentos – CBPM imagem, os quais ficam arquivados por até 90 dias e, • Por meio do convênio firmado entre a Cruz Azul após esse período, são descartados. Vale lembrar que os resultados do Laboratório LabCraz também podem e a Caixa Beneficente da Polícia Militar (CBPM) ser acessados pelo site: www.cruzazulsp.com.br para prestação de Assistência Médico-Hospitalar e Odontológica (AMHO), os beneficiários da CBPM * Consulte os documentos necessários para cada atendimento podem solicitar autorização de exames e procedimentos na Central. informados na Portaria 1000.000006-SUP, de 1º-8-2015, disponível em: www.cbpm.sp.gov.br


39 Revista Cruz Azul Saber, Honra e Disciplina Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Agora também em Sorocaba Escola Parceira


Complexo Hospitalar Cruz Azul Ambulatório Osasco Av. Lins de Vasconcelos, 356 R. Jequié, 98 Cambuci - São Paulo - SP Quitaúna - Osasco - SP (11) 3348-4000 (11) 3607-8100 Ambulatório Água Fria (HPM) Ambulatório Santo André Av. Nova Cantareira, 3.659 Estrada João Ducin, 1.039 São Paulo - SP Santo André - SP (11) 2206-4500 (11) 4422-9600 Ambulório Campinas Ambulatório São José dos Campos R. São Luís do Paraitinga, 1.348 Av. Dep. Benedito Matarazzo, 9931 Campinas - SP Jd. Orswaldo Cruz - São José dos Campos - SP (19) 3772-2500 (12) 3913-2517 Ambulatório Guarulhos Ambulatório São Vicente Av. Salgado Filho, 3.025 Pça. Rui Barbosa, 238 Guarulhos - SP São Vicente - SP (11) 2458-8810 (13) 3465-5500 Ambulatório Itaquera Ambulatório Santo Amaro R. São Teodoro, 1.452 Av. Mário Lopes Leão, 1050 São Paulo - SP São Paulo - SP (11) 2535-9600 (11) 5695-4000 Unidade Centro Unidade Santo Amaro Av. Cruzeiro do Sul, 400 R. Dr. Fritz Martin, 121 Canindé - São Paulo - SP São Paulo - SP (11) 3324-9600 (11) 5643-4000 Unidade Campinas R. São Luís do Paraitinga, 1.302 Unidade Santo André Campinas - SP Estrada João Ducin, 1.039 (19) 3772-9900 Santo André - SP Unidade Guarulhos (11) 4422-9644 Av. Salgado Filho, 3.025 Unidade São Vicente Guarulhos - SP Pça. Rui Barbosa, 238 (11) 2458-8800 São Vicente - SP Unidade Itaquera (13) 3465-5520 R. São Teodoro, 1.452 Unidade Vila Talarico São Paulo - SP R. Bento Quirino, 467 (11) 2535-9644 São Paulo - SP Unidade Osasco (11) 2654-8000 R. Jequié, 120 Unidade Sorocaba Quitaúna - Osasco - SP R. Antônio Aparecido Ferraz, 1111 (11) 3607-8111 Sorocaba - SP Unidade Penha (15) 3202-4393 R. Dr. Luís Carlos, 1.000 São Paulo - SP (11) 2091-3005


Like this book? You can publish your book online for free in a few minutes!
Create your own flipbook